Araxá, 20 de Setembro 2019
Clima Agora
°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Polícia

Publicado em:02/08/2019
:: Segurança :: PM vai ter acesso a 4 mil câmeras para combater explosões em banco
Acordo entre força de segurança e Federação Brasileira dos Bancos prevê acesso rápido a imagens e vídeos por meio de um portal

Objetivo é auxiliar na identificação de suspeitos. Foto Reprodução

Quatro mil câmeras de monitoramento utilizadas em 1.960 agências bancárias de Minas Gerais poderão ser acessadas pela Polícia Militar. A força de segurança assinou um termo de cooperação com a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) para garantir acesso rápido a imagens produzidas dentro das instituições bancárias.

O objetivo de disponibilizar as imagens e vídeos de áreas externas dos bancos é auxiliar na identificação de suspeitos de cometerem práticas como de explosão de caixas eletrônicos. Segundo a PM, esse monitoramento irá impactar diretamente na prevenção e repressão às explosões, tanto no flagrante quanto num cerco-bloqueio mais rápido e focado no perímetro da ocorrência.

“Antes tínhamos muita dificuldade para ter esse acesso, muitas vezes só com autorização judicial. E agora, com o termo de cooperação, esse monitoramento será feito rapidamente de maneira direcionada em determinada agência a partir de suspeições, de denúncias e do trabalho da Inteligência, 24 horas por dia, sete dias por semana”, explica o comandante-geral da PM, coronel Giovanne Gomes da Silva.

De acordo com o Governo de Minas Gerais, o sistema, que terá um custo de R$ 4 milhões, e será bancado pela Febraban, deve estar em pleno funcionamento em um prazo de um mês. Com o acordo, a PM poderá acessar um portal que dá acesso a imagens das câmeras externas das agências bancárias filiadas à federação.

c/ R7