Araxá, 25 de Junho 2019
Clima Agora
°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Esportes

Publicado em:02/05/2019
:: Mountain Bike :: Avancini e Campuzano são os campeões da CIMTB Michelin em Araxá
Só deu eles! Brasileiro vence mais uma em casa e Mexicana consagra vitória com vantagem

Avancini é o campeão na Elite Masculina. Foto: Alemão Silva/Alemão Esporte

O entorno do Tauá Grande Hotel tremeu com o Cross Country Olímpico (XCO) da Super Elite e consagrou Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) e Daniela Campuzano (Dc – Specialized) campeões da etapa de Araxá 2019. A prova aconteceu neste domingo (28) e teve como vice-campeões o colombiano Fábio Castañeda e a argentina Agustina Apaza. As terceiras colocações ficaram para o português David Rosa e a brasileira Jaqueline Mourão (Sense Factory Racing).

Avancini cravou a prova com 1h35m13s, seguido pelo colombiano Fabio Castañeda (1h36m47s) e o português David Rosa (1h36m52s). Entre as mulheres, a mexicana não deu espaço para as adversárias. Ela terminou com 1h19m01s, logo atrás a argentina Agustina Maria Apaza (1h20m29s), e em terceiro Jaqueline Mourão que completou em 1h21m14s.

A prova foi de seis voltas para a Elite Masculina. A competição começou com José Gabriel (Corinthians Audax Bike Team) liderando o pelotão da primeira volta. David Rosa (Massi) e Henrique Avancini também acompanharam junto com o chileno Martin Vidaurre (Lapierre Vidaurrebikes), os brasileiros Daniel Grossi (Groovebikes/Chaoyang/Shimano/Asw), Luiz Henrique Cocuzzi (Equipe Lar – Scott) e Guilherme Muller (Cannondale Brasil Racing).

O pelotão se manteve até a terceira volta, quando o cenário mudou e definiu o último dia de competições para os homens. Avancini puxou e ganhou vantagem na liderança. Fábio Castañeda também ganhou diferença em relação ao terceiro colocado, o português David Rosa.

“Dia duro aqui em Araxá. Larguei um pouco cansado sofri um pouco nas duas primeiras voltas, mas é bom sofrer em casa. A partir da terceira volta eu recarreguei as energias e consegui administrar o cansaço. Deu nisso, quatro dias, quatro vitórias”, comemorou.

Para o colombiano, um fim de semana de força e muito trabalho. “Foi uma prova muito dura, com um nível alto, já sabendo que Henrique Avancini estaria bem na competição. Foi muito bom tudo, pontos importantes que buscamos para o Mundial e ranquear para conseguir uma vaga olímpica para Colômbia”, comentou Fábio Castañeda.

Feminino

A mexicana Daniela Campuzano dominou a prova o todo tempo. Na primeira volta, Jaqueline Mourão e Agustina Apaza acompanharam a líder, porém, a partir da segunda volta, Daniela abriu em relação às segundas colocadas e manteve com vantagem até a quarta e última volta. “Este final de semana foi muito incrível, estou sem palavras com a torcida. Recebi muito apoio nas subidas, apesar que hoje foi um dia muito duro já que estou sentindo o cansaço dos dias anteriores, mas em compensação muito feliz com o resultado de tudo isso”, comentou.

A segunda colocada, Agustina Apaza, ficou feliz com o resultado. “A prova foi dura mas consegui manter na segunda colocação e estou contente com o resultado tanto do estágio de hoje, o XCO, quanto o resultado geral. São pontos importantes para mim”, finalizou.

Campeões da Etapa

A mexicana Daniela Campuzano somou quatro vitórias nos quatro dias da CIMTB em Araxá, e com isso se consolidou campeã com uma vantagem de quase 10 minutos em relação a segunda colocada Agustina Apaza. Jaqueline Mourão foi a terceira colocada com quase quatro minutos de diferença em relação à segunda colocada.

Jaqueline Mourão, que veio com o objetivo de estar entre as primeiras colocadas da competição, conseguiu alcançar o que foi traçado e manter a camisa de líder. “Fiquei muito feliz, foi a primeira vez que competi nesse formato. A torcida estava maravilhosa e estou muito satisfeita de ter conseguido estes pontos que são importantes para a vaga olímpica. Além disso, continuo com a camisa amarela na competição”, comemorou.

Já no masculino a diferença do campeão Henrique Avancini foi de quase 5 minutos em relação ao vice-campeão Fábio Castañeda. Guilherme Muller conquistou a terceira colocação, seguida do português David Rosa. “Fiquei em sétimo na maratona e no decorrer da competição fui subindo e garantindo uma posição melhor, desde o início marquei um ritmo forte para conseguir meu objetivo e estou bem feliz”, disse.

Pneus Michelin na Etapa de Araxá

Os pneus MICHELIN destinados ao Cross Country Olímpico (XCO) são o MICHELIN Force XC, MICHELIN Jet XCR e MICHELIN Force AM. Com aros de 26, 27,5 e 29, os pneus possuem tecnologia Gum-X, que oferece maior intensidade com a combinação de três borrachas especiais: tração externa, camada base de composto de corrida e aderência lateral. O MICHELIN Jet XCR, projetado para competição, foi testado e aprovado pela equipe líder do Mundial de 2016 BH SR SUNTOUR-KMC, que tinha entre os atletas o francês Maxime Marotte, 4º lugar nos Jogos Olímpicos 2016. Com a carcaça Race Shield e com fibras de alta densidade 3×150 TPI, o pneu oferece velocidade tração e aderência.

A linha MICHELIN Force XC, também projetada para competição, promete uma durabilidade maior graças à carcaça de proteção Cross Shield, o que aumenta a força com fibras de alta densidade 3×110 TPI.

Indicado para Trail e All Mountain e com carcaça cruzada de alta densidade, o MICHELIN Force AM e MICHELIN Wild Am possuem carcaça 3×60 TPI com uma camada de reforço de alta densidade para maior aderência e reforço. Oferece máxima aderência para uso competitivo e mais confiança nos passeios.

Michelin

A Michelin, líder do segmento de pneus, se dedica ao desenvolvimento da mobilidade de seus clientes, de forma sustentável, criando e distribuindo os pneus, serviços e soluções mais adequados às suas necessidades; fornecendo serviços digitais, mapas e guias, para ajudá-los tonar suas viagens experiências únicas; e desenvolvendo materiais de alta tecnologia, que atendem à indústria da mobilidade. Sediada em Clermont-Ferrand (França), a Michelin está presente em 170 países, emprega 114.100 pessoas em todo o mundo e dispõe de 70 centros de produção implantados em 17 países diferentes que fabricaram 190 milhões de pneus em 2017.

Sense Bike

Parte da Lagoa Participações, a Sense Bike foi criada em 2009, com o sonho de construir uma marca de bicicletas feita por apaixonados para apaixonados, com padrão internacional, foco em desenvolvimento e indústria de ponta. Com o objetivo inicial de atender às demandas voltadas para a mobilidade urbana, tornou-se referência no mercado no desenvolvimento de bicicletas elétricas.

Em 2014, foi inaugurada a fábrica em Manaus, que possibilitou o início da produção de quadros, bem como a montagem de bicicletas elétricas e convencionais (mountain bike, urbana e road), com o que existe de mais inovador em tecnologia. Em abril de 2018, a Sense Bike comprou a Swift Carbon Global, importante fabricante mundial de bikes em fibra de carbono, com operação industrial na cidade do Porto (Portugal). A marca também é patrocinadora de uma das equipes mais importantes do MTB nacional – a Sense Factory Racing, que já conquistou grandes títulos em competições nacionais e internacionais.

CIMTB Michelin 2019

A CIMTB Michelin conta pontos para o ranking mundial, da União Ciclística Internacional (UCI), fazendo parte do ciclo Olímpico Tóquio 2020, ranking Brasileiro e estaduais.

Copa Internacional de Mountain Bike comemora a 24ª Edição em 2019. O evento tem patrocínio da Michelin, o pneu oficial da competição, e Co-Patrocinio da Sense Bike.