Araxá, 22 de Julho 2019
Clima Agora
°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Política

Publicado em:15/03/2019
:: Política :: Emílio quer mobilizar bancada mineira para situação de caos no INSS de Minas Gerais
Após reclamação na concessão de benefícios e aposentadorias, se reuniu com gerencia de Araxá e de Uberaba

Emílio Castilho e o gerente executivo de Uberaba, Sérgio Vilarinhos

O vereador Emílio de Paula Castilho (PR) usou a tribuna da Câmara Municipal na reunião ordinária desta semana para falar sobre a situação de precariedade no atendimento das agências da Previdência Social em praticamente todo o Estado. O parlamentar se reuniu com o gerente da Agência Araxá e posteriormente com o gerente executivo da Gerência Executiva de Uberaba que responde por Araxá e outras 13 agências em vários municípios. Atualmente, somente na Gerência de Uberaba existem 9.300 pedidos de benefícios e aposentadorias em atraso, alguns deles sendo analisados desde agosto de 2018.

A agência de Araxá tem um atendimento diário de aproximadamente 300 pessoas. A unidade que já contou com 30 funcionários, hoje conta com apenas dez. A unidade também recebe as demandas dos municípios de Pedrinópolis, Santa Juliana, Perdizes, Pratinha e Tapira. Segundo o gerente Cleuber José de Oliveira o número de servidores para manter um atendimento no mínimo razoável deveria ser de 20 profissionais.

Araxá, ainda de acordo com a gerência local, já chegou a ter cinco profissionais para analise de processos e concessão de benefícios, entretanto dois foram requisitados para a Gerência de Uberaba e outro transferido para Patos de Minas. Agora, a agência local conta com apenas dois profissionais para analisar os processos e emitir pareceres.

Na Gerência Executiva de Uberaba, Emílio se reuniu com o gerente executivo substituto Sérgio Murilo Vilarinhos Reis. De acordo com o parlamentar foi um encontro produtivo e os números apresentados evidenciam os problemas por ele apresentado na Sessão Ordinária de 19 de fevereiro, ocasião em que expôs os atrasos via tribuna da Câmara, na agência de Araxá. “E o que é pior, o mesmo acontece em praticamente todas as unidades de Minas Gerais”, salientou.

A Gerência Executiva de Uberaba é compreendida por 14 agências no total. Além de uma em Araxá e duas em Uberaba, os outros municípios na área de abrangência são: Frutal, Patos de Minas, Patrocínio, Paracatu, Coromandel, João Pinheiro, Ibiá, Conceição das Alagoas, Sacramento, Carmo do Paranaíba e São Gotardo. Cada uma dessas agências recebe demandas de vários outros municípios do entorno, o que compreende um montante total de mais de 50 municípios e uma população estimada da ordem de mais de 1,3 milhão de habitantes. A Gerência de Uberaba conta com 17 analistas de benefícios, número considerado precário para atender a demanda.

Mobilização

Para tentar reverter a situação, o parlamentar está montando um documento com todas as informações para encaminhar ao deputado federal Mario Heringer na Câmara Federal. “Estamos agendando para ir a Brasília para levar o documento para o nosso representante na capital federal. Nossa intenção é que o Dr. Mário Heringer se mobilize com a situação de milhares de pessoas e promova uma grande mobilização junto a bancada mineira na Câmara dos Deputados e, assim, pressionar o governo federal para realizar um concurso público a nível de Brasil para acabar com este grande caos que se transformou os atendimentos no INSS”, destacou.

Alguns especialistas apontam que o INSS está com um déficit de mais de 16 mil servidores a nível nacional, além de outros 18 mil profissionais que já estão em condições de se aposentar. No total, o órgão tem 31.572 servidores na ativa em todo o território nacional.