Araxá, 26 de Janeiro 2020
Clima Agora
°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Cultura e Arte

Publicado em:13/11/2014
:: Cultura e Arte :: Sempre um Papo recebe o professor e escritor Pachecão em Araxá
Pachecão é o precursor do estilo “aula show” que mudou sobremaneira o processo de ensino no Brasil

Professor Pachecão, é sinônimo de alegria, criatividade, e irreverência

Pachecão, escritor e professor, é o convidado do Sempre Um Papo e do Circuito CBMM de Cultura para o debate do tema \"Pais e Jovens: Conflitos e Soluções\" e lançamento do seu novo livro “Somos Feitos Para Brilhar” (Editora 361). Durante o evento será realizada a entrega dos prêmios aos vencedores do Segundo Concurso de Redação promovido no III Festival Literário de Araxá – Fliaraxá. O encontro acontece no 17 de novembro, segunda-feira, às 19h30, no Teatro Municipal de Araxá, com entrada gratuita.

No debate sobre \"Pais e Jovens: Conflitos e Soluções\", Pachecão fala sobre a importância da figura dos pais na construção de indivíduos pensantes e plugados com o mundo. “Ser pai é ser um eterno professor, um eterno mestre. Cabe a ele indicar caminhos, educar para a vida e para isso é preciso gostar de gente, de burburinho, de instabilidade, de administrar conflitos e fazer do desacato instrumento de reconciliação. Os pais sabem que a falta de conhecimento escraviza, gera dependência, medo e insegurança. Para livrar seus filhos do senso comum e da ingenuidade baseadas nas emoções e crendices, e também para retirá-los da rudeza e educar para a civilidade, vão em busca do uso da razão e do entendimento. O conhecimento minimiza os preconceitos e a discriminação e potencializa a liberdade e a tolerância entre os seres humanos, autores e personagens da própria história”, destaca o escritor.

“Somos feitos para brilhar” é o que afirma o professor Pachecão já no título do seu novo livro, lançado em setembro, pela Editora 361, em Belo Horizonte. “Nunca desisti de nenhum aluno, mesmo aquele dado como um caso perdido [...] Todos temos tesouros ocultos. Mexo com gente e quando se mexe com gente tudo é possível”, diz o professor.

A certeza que motivou Pachecão a lecionar Física durante 25 anos, para cerca de 250 mil alunos em todo Brasil, virou tema de sua segunda obra, que hoje pode ser encontrada nas principais livrarias do país. No livro, o educador apaixonado, conta experiências que vivenciou ao longo da vida, desde a infância em Laranjal, no interior de Minas Gerais, até os momentos ímpares lecionando em cursinhos pré-vestibulares, como o ano em que resolveu prestar vestibular junto aos seus alunos só para motivá-los a estudar. Segundo Pachecão, o livro é formado por registros de um autor que se “autobiografou” com o objetivo de inspirar educadores, mas também de incentivar e encorajar aqueles que precisam seguir adiante seja nos estudos ou em qualquer âmbito da vida.

Dividido em três partes, o livro é construído por muitas histórias, cada uma com começo, meio e fim. São histórias contadas em primeira pessoa e que relatam casos engraçados, tristes e emocionantes narrados de forma tão humana e irreverente quanto o próprio autor. Ao final de cada texto, encontramos depoimentos de ex-alunos, hoje pessoas bem sucedidas, que falam sobre a diferença que o professor Pachecão fez na vida deles, no aprendizado da Física e, principalmente, no aprendizado como seres humanos. Na primeira parte do livro, Pachecão revela os caminhos que o levaram às salas de aula.

Ele conta, por exemplo, sobre o momento exato em que decidiu ser professor e sobre o motivo especial que o fez querer ensinar Física. Na segunda parte, Pachecão fala da época que era estudante e da importância desta fase na formação dele como educador. Já na terceira e última parte da obra, Pachecão compartilha com os leitores conselhos e lições de vida. “O ensinamento mais importante que procurei passar durante todos esses anos aos meus alunos e que deixo aqui neste livro é o de valorizar as dificuldades. Só com elas conseguimos desenvolver, de fato, nossas habilidades”, ressalta Pachecão.

Concurso de Redação de 2014

O III Fliaraxá – Festival Literário de Araxá promoveu o Segundo Concurso de Redação entre os alunos das escolas de ensino médio e fundamental do município. Com o tema “Leitura para Um Mundo Melhor” o concurso teve como objetivo revelar novos talentos, a vocação cultural e artística dos araxaenses. Além disso, despertar em crianças e jovens o interesse pelos livros e o prazer pela literatura.

Ao todo, 3.200 estudantes de 28 escolas públicas, particulares e rurais participaram do concurso. Além do troféu, cada um dos cinco ganhadores receberá uma quantia em dinheiro oferecido pela CBMM, patrocinadora do evento. As escolas classificadas ganharão, cada uma, uma caixa de livros.

Ganhadores:

- 1º lugar: Sofia Deckers de Faria - 7 anos – 2º ano – Escola Estadual Delfim Moreira
- 2º lugar: Stefany Tereza Bispo Melchior - 15 anos – 1º ano – E. E. Dom José Gaspar
- 3º lugar: Marísia Pereira Ribeiro Machado - 18 anos – 3º EM – Colégio Monteiro Lobato
- 4º lugar: Ana Eliza Ribeiro Rodrigues - 11 anos – 5º ano – Colégio São Domingos
- 5º lugar: Vinícius Manoel da Silva Libanio - 14 anos – 8º ano – Escola Municipal Francisco Primo de Melo – Fazenda Três Rios

Sobre o Escritor

Mineiro, natural de Laranjal, José Inácio da Silva Pereira, o Professor Pachecão, é sinônimo de alegria, criatividade, e irreverência. Em mais de 20 anos de dedicação ao ensino, ele é o precursor do estilo “aula show” que mudou sobremaneira o processo de ensino no Brasil.

Pachecão é Engenheiro Mecânico, com pós-graduação em Gestão de Negócio pela UFMG, Gestão Ambiental e Desenvolvimento sustentável pela FGV, mas o local de atuação profissional de Pachecão sempre foi a sala de aula. Ele foi professor de cursinho em São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Joinville e lecionou Física para aproximadamente 250 mil jovens, durante 25 anos. O número de aulas dadas superou a marca de 70 mil.

Pachecão já viajou por todo o Brasil para dar “aulas-show”, ginásios e mais ginásios (Mineirinho, Gigantinho, Maracanãzinho, Machadinho...) ficaram lotados de alunos para assisti-lo. Já lecionou para aproximadamente oito mil jovens em estádios de futebol, por um período de cinco horas ininterruptas. Tanto sucesso chamou atenção da mídia, que o convidou a participar de vários programas de televisão, entre eles, o programa “Brasil legal”, da Regina Casé, o “Programa do Jô”, Faustão, Xuxa Park, Angel Mix, o seriado da Rede Globo “Sandy & Junior”, no qual interpretou o próprio professor Pachecão.

Durante a carreira, Pachecão lançou o CD “Odeio Física”, em 1997, e o CD “Adoro Física”, em 2002. Ambos com músicas que marcaram a carreira do professor dentro das salas de aula. E também dois livros, ”A Natureza do Sucesso”, em 2009, e “Somos feitos para brilhar”, em 2014. Há mais de 10 anos Pachecão percorre o Brasil ministrando Palestras Motivacionais, nas quais ele conta suas experiências e mostra que o segredo do sucesso é entender de gente, gostar de gente e ter paciência com gente.

Sempre Um Papo

Criado pelo gestor cultural Afonso Borges, há 28 anos, o \"Sempre Um Papo – Literatura em Todos os Sentidos” promove a difusão do livro e seu autor através de lançamentos de livros antecedidos por debates informais. Já atuou em mais de 30 cidades brasileiras, tendo realizado mais de 5.000 eventos com um público presente estimado em 1,6 milhão de pessoas.

O encontro presencial converge para a televisão, sendo exibido, aos sábados e domingos, na TV Câmara. Desdobra-se para a série de DVDs educativos “Cultura Para a Educação”, em sua sexta edição, distribuído para mais de 6.000 escolas brasileiras, gratuitamente. E no site www.sempreumpapo.com.br, estão disponíveis mais de 300 programas com escritores, além de diversos seminários.

Com o programa “Ler Convivendo”, em vigor há 8 anos, adota bibliotecas comunitárias em Minas Gerais ao promover três atividades: doação de livros, palestras com escritores e capacitação de voluntários. Há dois anos Afonso Borges conduz, na Rádio CBN Belo Horizonte, o boletim “Mondolivro – o blog sonoro da literatura”.

Serviço

- Sempre Um Papo com Pachecão
- Dia: 17 de novembro, segunda-feira, às 19h30.
- Local: Teatro Municipal de Araxá, com entrada gratuita.