Araxá, 05 de Dezembro 2019
Clima Agora
°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Saúde e Educação

Publicado em:06/11/2014
:: Ensino Fundamental :: Escola infantil do Lar Santa Terezinha encerra suas atividades
O atraso no repasse dos recursos do Fundeb por parte da Prefeitura de Araxá foi um dos principais motivos para encerramento das atividades

Escola infantil é frequentada por 90 crianças de 1 a 5 anos

O Jardim de Infância do tradicional Lar Santa Terezinha está encerrando as suas atividades e vai fechar as portas a partir de 2015. O atraso no repasse dos recursos do Fundeb por parte da Prefeitura de Araxá foi um dos principais motivos da decisão.

A diretora do Jardim de Infância Lar Santa Terezinha, Milena Marques, afirma que atualmente a escola infantil é frequentada por cerca de 90 crianças de 1 a 5 anos de idade. “Infelizmente iremos encerrar as nossas atividades depois de vários anos de bons serviços prestados a comunidade araxaense”, confirma a diretora.

Segundo Milena, há uma grande preocupação tanto dos pais dos alunos, como também de toda a equipe do Jardim de Infância Lar Santa Terezinha em relação ao futuro destas crianças. “Iremos finalizar os trabalhos da escola em dezembro deste ano e não sabemos se em 2015 estas crianças terão vagas em outras escolas”, revela Milena.

O grupo de profissionais do Jardim de Infância Lar Santa Terezinha começou a desenvolver um projeto para continuar com as atividades da escola infantil em outro espaço. “Começamos a desenvolver um projeto para criar uma nova escola e assim poder continuar oferecendo ensino de qualidade para estas crianças em um novo endereço. Estamos buscando parcerias com empresas e políticos de Araxá para patrocinar o início das nossas atividades. Temos o apoio das Irmãs do Lar Santa Terezinha e toda a comunidade interessada em nos ajudar pode nos procurar no próprio Lar Santa Terezinha, na av. Senador Montandon, 735, ou ligar no telefone 3661-1895”, concluiu a diretora.

Fundeb

O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb foi criado pela Emenda Constitucional nº 53/2006 e regulamentado pela Lei nº 11.494/2007 e pelo Decreto nº 6.253/2007, em substituição ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério - Fundef, que vigorou de 1998 a 2006.

É um fundo especial, de natureza contábil e de âmbito estadual (um fundo por estado e Distrito Federal, num total de vinte e sete fundos), formado, na quase totalidade, por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios, vinculados à educação por força do disposto no art. 212 da Constituição Federal. Além desses recursos, ainda compõe o Fundeb, a título de complementação, uma parcela de recursos federais, sempre que, no âmbito de cada Estado, seu valor por aluno não alcançar o mínimo definido nacionalmente.

Independentemente da origem, todo o recurso gerado é redistribuído para aplicação exclusiva na educação básica. Com vigência estabelecida para o período 2007-2020, sua implantação começou em 1º de janeiro de 2007, sendo plenamente concluída em 2009, quando o total de alunos matriculados na rede pública foi considerado na distribuição dos recursos e o percentual de contribuição dos estados, Distrito Federal e municípios para a formação do Fundo atingiu o patamar de 20%.